Busca

Reginaldo Barduzzi – Palestrante

Palestras,Vídeos, Formação em vendas, Negócios on line, Audio Books…..

mês

agosto 2018

Youhub terá Plataforma de Banco Digital

A Youhub está iniciando com tudo o seu projeto de se tornar uma revolução do Marketing de rede e através de um altíssimo investimento a empresa que ainda se encontra em pré-marketing acaba de adquirir uma plataforma de Banco Digital que tem como objetivo facilitar a integração da indústria na Plataforma Youhub. Além disso, o banco oferecerá diversos outros serviços.

Sendo assim, todos os distribuidores que fizerem parte da Youhub receberão os seus bônus diretamente em suas contas que serão criadas ao entrarem na empresa. Poderão utilizar essa conta para realizar pagamentos, investimentos, transferências, DOC’s, TED’s. Além disso, toda essa movimentação vai gerar pontuação dentro do sistema. Algo realmente inovador.

hub bank

Hub Bank, que tem como CEO o empresário Denis Engel, facilitará toda a operação de pagamentos da empresa.

Os consultores também poderão distribuidor máquinas de créditos e débitos para serem utilizadas em estabelecimentos. As taxas que serão cobradas dessa máquinas serão revertidos em pontos na rede.

A previsão para o início das operações do Hub Bank é dia 25 de setembro, que contará também com uma plataforma de seguros e micro-crédito para os empreendedores que estiverem sem restrição no nome.

É sem dúvida alguma um enorme diferencial do que temos visto no mercado brasileiro. Parabéns à You hub!

Anúncios

Ronaldinho Gaúcho lança sua Marca 18k

A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas a sorrir, interiores

Image result for 18k ronaldinho produtos

A HISTÓRIA DA 18K RONALDINHO:

A 18k Ronaldinho, foi criada pela união do empresário Marcelo Lara da18k Watches, com o ídolo Ronaldinho Gaúcho, jogador mundialmente conhecido pela carreira vitoriosa e amigo pessoal de Marcelo.

A imagem pode conter: 2 pessoas, pessoas a sorrir, pessoas em pé

Com expertise em importação e vendas de produtos, Marcelo Lara se tornou um grande Player do mercado de importação americano, sendo o maior importador de uma marca de relógios internacionalmente conhecida. Ele também fundou em 2015 a 18K Watches, uma empresa que se destacou através de seus relógios a prova d’água, que caíram no gosto dos maiores nomes do esporte mundial, incluindo o próprio Ronaldinho Gaúcho que desfilava com vários modelos de relógios e fazia um marketing espontâneo deles por serem modernos, versáteis e com qualidade.

Ronaldinho, estrela do futebol mundial, conhecido como Bruxo, pela magia e genialidade que imprimia nos gramados, agora entra no campo dos negócios para fazer um golaço em prol da gratidão que sente pelo público que sempre o apoiou. Mesmo em épocas difíceis, lotavam as arquibancadas para prestigiá-lo em seus jogos e com emoção lembra-se como a recíproca era verdadeira e em momentos em que esse apoio foi crucial em suas vitórias.

Para retribuir a altura, escolheu levar oportunidade a todos que acreditam que empreender pode ser a saída para mudar não só suas vidas, mas a vida de milhares de pessoas!

Num País de 13 milhões de desempregados, sem expectativas de recolocação profissional com carteira assinada, Ronaldinho e Marcelo, visionários e empreendedores, apostaram no Mercado de Marketing Multinível, para gerar condições de crescimento a muitas pessoas através do modelo de vendas diretas, conceito fortíssimo e crescente no Brasil que movimentou em 2017, R$40,4 bilhões (fonte ABVD).

Sem dúvidas, grande oportunidade mesmo para pessoas que não possuem altos valores para investimentos, mas que sonham em ter independência financeira e realizar coisas grandiosas assim como o ídolo Ronaldinho Gaucho em sua carreira de estrelato.

Pode adquirir na plataforma da youhub com até 50% de descontos, peça informações:

Image result for 18k ronaldinho produtos

O QUE FAZEMOS:

Através da renda alavancada e economia compartilhada, fomentamos o consumo inteligente e conectamos pessoas para gerar resultados dignos de um time formado por campeões.

COMO FAZEMOS:

Treinamos todos os consultores e implantamos metodologia com sistema semanal para que todos possam aproveitar ao máximo as oportunidades oferecidas na 18K Ronaldinho e façam um golaço no mundo dos negócios.

POR QUE FAZEMOS:

O propósito da 18K Ronaldinho desde sua criação é proporcionar prosperidade para todos que desejam entrar em campo para fazer história. Sabemos que em toda partida, existem momentos em que é necessário driblar as adversidades, porem um time que trabalha com espírito de equipe, se fortalece e ganha notoriedade por suas conquistas diárias e foco em se tornar GRANDIOSO.

Queremos que VOCÊ seja a estrela e brilhe no mundo dos negócios, revelando seu talento de ser simplesmente uma pessoa REALIZADA e FELIZ!.

Detalhes do produto
Relogio 18K linha especial em homenagem ao grande astro Ronaldinho Gaúcho, que encantou o mundo com seus dribles. Foi cuidadosamente desenvolvido para combinar com qualquer ocasião e poder acompanhar a prática de esportes ou dar muito mais estilo no seu dia a dia.
Ficha Técnica
RELOGIO
Relogio 18k Ronaldinho Carbon
A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas a sorrir, interiores

Youhub | A novidade que vem agitando o mercado

A imagem pode conter: texto

A YouHub será a empresa responsável pela evolução da economia compartilhada no Brasil!
Uma comunidade com todos os produtos e serviços do mercado, gerando econonia e ao mesmo tempo proporcionando alavancagem!

A Youhub é a mais nova empresa do mercado brasileiro de Marketing de Relacionamento. Com uma proposta diferenciada, a Youhub está fazendo um grande barulho dentro do nosso mercado.

martinelly

A empresa que tem como presidente Martinelly Santos, ex vice presidente da antiga Sion Boulevard iniciou oficialmente no dia 07/08/2018 o seu pré-marketing.

A empresa vem com um conceito diferente, no qual ela reúne fabricantes de diversos segmentos para comercializarem seus produtos de forma exclusiva dentro da plataforma Youhub.

Da mesma forma, os próprios distribuidores que entrarem na empresa também poderão oferecer produtos e serviços dentro da plataforma. Então realmente é algo inovador que não temos ainda no Brasil.

Confira o conceito da empresa:

Conheça agora, o CONCEITO YouHub divulgado para os líderes:

Desde o início da nossa existência, a única certeza é de que as evoluções no modo de
movimentar produtos e serviços são as responsáveis pelas transformações mais profundas na sociedade.

Há milhares de anos, por exemplo, para obter novas mercadorias, éramos limitados a recorrer ao escambo entre dois produtos diferentes. E se a pessoa que tivesse trigo não quisesse as frutas que lhe foram oferecidas em troca, o negócio simplesmente não era fechado. E todos voltavam para casa infelizes.

http://www.sucessonetwork.com.br/you-hub-e-a-primeira-empresa-de-multinivel-a-ter-plataforma-de-banco-digital/

A imagem pode conter: telefone

 

O resultado desse modelo simplório de negócios, como não podia ser diferente, era a lentidão no desenvolvimento da economia e da sociedade em geral. Afinal, o comércio ficava restrito tão somente à troca de produtos, sem que o consumidor tivesse a liberdade de escolha sobre aquilo que ele realmente necessitava.

Após centenas de anos em tentativas de se estabelecer um padrão que beneficiasse a todos, somente no século XIX o mundo convergiu para uma verdadeira revolução, ao se estabelecer o ouro como reserva de valor.

Esse período viu a maior explosão de comércio na história do mundo, a ponto de Lord Keynes fazer o seguinte relato:

“Que episódio extraordinário no progresso econômico do homem a era que chegou ao seu
término em agosto de 1914! (…) Para qualquer pessoa de capacidade ou de caráter um pouco superior ao da média (…) era possível ascender às classes média e alta, para as quais a vida oferecia, a um baixo custo e com o mínimo de dificuldade, conveniências, confortos e amenidades que estavam fora do alcance dos mais ricos e mais poderosos monarcas de outras eras.

 

O habitante de Londres podia encomendar pelo telefone, enquanto tomava o seu chá
matinal na cama, os mais variados produtos de todo o planeta, na quantidade que julgasse
conveniente, e tranquilamente esperar sua rápida entrega na porta de casa. Podia, ao mesmo tempo e da mesma maneira, empatar sua riqueza em recursos naturais e novos
empreendimentos em qualquer canto do mundo, e sem esforço ou complicação partilhar dos frutos prospectivos e das vantagens do negócio.

E como já havia ocorrido anteriormente, milhões de empregos e milhares de empresas foram dizimados novamente graças à tecnologia e à criação de novos hábitos e métodos que revolucionaram a maneira como nos locomovemos, relacionamos e consumimos.
Agora, em 2018, vivemos numa era em que as maiores empresas do mundo são plataformas de tecnologia.

Com isso, os produtos viraram simples commodities. E o segredo para vender e se consolidar em seu mercado não está mais no poder financeiro ou na publicidade empurrada goela abaixo do público, mas sim na maneira de como se comunicar e facilitar a vida do consumidor.

Agora, o desafio é saber usar a tecnologia para descobrir o comportamento e oferecer um
melhor custo/benefício para levar o produto de acordo com o perfil e o propósito de vida cada pessoa. Esse é o grande fator de sucesso dos aplicativos e novas tecnologias que vêm surgindo desde então, o que torna possível eliminar intermediários para melhorar a experiência dos produtores e consumidores.

Toda esta evolução – inclusive de hábitos e Mindset – permitiu a muitas plataformas de
tecnologia faturarem bilhões de dólares.

E, como resultado disso, surgem milhares de novos milionários todos os anos!
A verdade é que a cada década existe uma oportunidade de aproveitarmos uma nova evolução.

Mas, para isso, precisamos enxergar para onde o mundo está caminhando.
A seguir, exploraremos alguns dados para facilitara sua visão em relação ao mundo em que
vivemos e ao que está por vir.

Atualmente, milhões de pessoas perdem seus empregos, seja porque eles são extintos ou se tornaram desvalorizados diante da evolução tecnológica. Diante disso, as novas vagas que a tecnologia faz surgir são para as pessoas que entendem e estudaram o novo modelo de se fazer negócios.

Tais mudanças no cenário econômico já impactam os maiores conglomerados e bilionários que antes viviam tranquilamente sob a sombra das suas riquezas.

Um dos maiores investidores do planeta, Warren Buffet vendeu mais de U$ 900 milhões em ações do Wall-Mart. E nada menos do que 7 mil lojas do varejo fecharam nos Estados Unidos, fenômeno este que se repete em todo o globo, inclusive aqui no Brasil.

Uma pesquisa da Associação Brasileira de Shopping Centers – ABRASCE identifica um
fechamento massivo de lojas até 2022 e aponta que cada vez mais as lojas se tornarão apenas pontos de consulta e experiência da marca.

E você, onde fica nisso tudo?
A falta de propósito e trabalhar somente para pagar as contas e ganhar dinheiro têm sido
apontadas como as principais causas da doença do nosso século: a depressão.
E no meio de tudo isso está você!

Sim, você que estudou e trabalha horas a fio sem muitas vezes saber por que acorda todos os dias em busca de algo que não faz os seus olhos brilharem. Assim como milhões de pessoas em torno do globo, você pode estar afastado dos seus sonhos ou da sua verdadeira paixão profissional ou precisa de apoio para poder dar explosão à sua
ideia ou paixão, não é verdade?

Neste cenário, você tem somente duas alternativas: identificar tudo isso como um problema ou uma grande oportunidade para dar uma virada em sua vida, se conseguir enxergar para onde o mundo está indo.

Em outras palavras, você pode se vitimizar ou procurar algo que te conduza neste inevitável caminho e aproveitar esta onda, e de uma só vez fazer parte de algo capaz de mudar a sua vida e de todas as pessoas que pensam como você!

As maiores empresas do mundo são plataformas que conectam as pessoas aos seus propósitos.

São modelos de negócio que facilitam a cada indivíduo achar aquilo que busca, seja algo
material ou pessoal.

Rios de dinheiro e centenas de toneladas de tijolo e cimento já não fazem mais uma grande
empresa.

Hoje, os aplicativos de hospedagem ou mobilidade não têm nada de físico. As empresas que mais vendem hospedagem não têm um único quarto de hotel. E as que se orgulham por contar com a maior frota de veículos não têm sequer um carro.
Bem-vindo à era das Plataformas!

Venda Direta e MMN
E o mercado de Venda Direta e Marketing Multinível (MMN), será que tem acompanhado essa evolução?]

O próprio alavancamento da Venda Direta, por meio do Marketing Multinível, por volta de 1940, tratou-se de uma enorme evolução para aquela época.

Agora, pessoas comuns podiam fazer o papel dos distribuidores e levarem as mercadorias
direto da indústria para o consumidor final. Com o devido treinamento de sua empresa e uma forma de remuneração absolutamente revolucionária, milhares dessas pessoas comuns fariam fortuna nas décadas seguintes.

Foram épocas de ouro para quem enxergou a oportunidade de mudar de vida e trabalhou duro para conquistar as rendas dos seus sonhos.

Porém, como todo segmento que não soube se adaptar à revolução tecnológica e às novas
demandas de consumo, o mercado de Venda Direta e MMN passou a repetir padrões, andar em círculos e a perder grandes oportunidades de crescimento exponencial.

Sem gerar propósito, as empresas veem seus líderes migrarem diante da primeira
oportunidade de aumentarem um pouco mais as suas rendas.

E sem uma variada gama de produtos e serviços a preços competitivos, que não obrigassem seus consultores a mudarem seus hábitos de consumo, sofrem com a baixa retenção de profissionais dispostos a se associar às suas marcas.

A YouHub
Agora, e se houvesse uma plataforma capaz de conectar você ao seu sonho, libertando-o da dura rotina de acordar todos os dias para fazer algo que não dá sentido à sua vida?
E se essa plataforma ainda unisse você a pessoas que também estão compromissadas a dar uma virada em suas vidas, em vez de serem meros espectadores ou vítimas da evolução?

E mais: e se essa plataforma usasse seu consumo e sua força de indicação – que todos nós
temos através da nossa opinião e credibilidade – para atrair parceiros fortes que estão
disponibilizando produtos e serviços para que você possa ganhar de várias maneiras e
aproveitar este novo momento?

Pois essa plataforma existe.

Bem-vindo ao YouHub!
YouHub é a evolução do conceito do Marketing Multinível.

Mais do que simplesmente permitir a formação de rede, a YouHub é uma plataforma que une empresários, indústrias, profissionais liberais e empreendedores de todas as classes sociais, por meio de um conceito de desenvolvimento pessoal e profissional que gera relacionamento e, consequentemente, abre a oportunidade para a criação de um grande canal de distribuição de produtos e serviços em rede.

Na YouHub, as pessoas podem ao mesmo tempo consumir e colocar seus produtos e serviços para serem consumidos e desenvolvidos através de parcerias criadas dentro da própria plataforma.

E o mais interessante é que essa sinergia acontece naturalmente, pois reúne milhares de
participantes em torno de uma única crença. Isso facilita a integração e faz desaparecer a
diferença de classe social, religião e até mesmo de preferências políticas ou futebolísticas.
Afinal, quando acreditamos no mesmo conceito, passamos a fazer parte de uma comunidade que caminha junta e se ajuda mutuamente em torno de seus objetivos.

Nossa plataforma tem ferramentas para qualquer pessoa ou indústria cadastrar seus produtos ou serviços, criando um canal de venda direta e exclusiva da indústria direto ao consumidor final.

Vamos ainda mais além ao recrutarmos empreendedores que vão consumir e revender
produtos, e usar toda nossa tecnologia para desenvolver sua paixão.

Somos uma empresa de Venda Direta com a missão de conquistar o maior número de
produtos e serviços. E o melhor de tudo: sem ter um único produto ou serviço com sua marca.

Sem precisar ter uma única fábrica.
A evolução, enfim, chegou aos mercados de Venda Direta e Marketing Multinível!

Nós somos a rede. Somos a plataforma que une o consumo, a revenda, o desenvolvimento
pessoal e o capital em um único lugar.

Se 80% dos produtos que vamos consumir nos próximos 10 anos ainda não foram inventados, quem vai distribuí-los???

Na nossa plataforma, todas as pessoas podem vender e consumir o que desejarem!
Cada fabricante vende o produto com a sua própria marca e com um lucro maior do que
fornecer para um intermediário.

Agora a indústria passa a contar com um canal de vendas capaz de atingir direto o seu
consumidor, num momento em que está sendo desafiada a buscar novos caminhos e
rentabilidade para se manter competitiva.

Associando-se ao nosso modelo de negócio, todos se ajudam compartilhando ideias, consumo e capital.

E as vantagens não param por aí.

Por sermos uma plataforma, não estamos limitados ao nosso capital para ter estoque ou linha de produtos. Oferecemos ainda o benefício adicional de o consumidor ter acesso a produtos de extrema qualidade e uma diversidade jamais vista.

Graças a esse modelo inovador, é possível aumentar de 5 a 10 vezes o ticket médio de
consumo em comparação com uma empresa tradicional de Vendas Diretas!

Assim, a YouHub pode focar as suas energias na educação e capacitação das pessoas que
integram a comunidade e a rede.

E é justamente por isso que parte de nosso produto inicial visa preparar as pessoas para este novo momento do mundo. Assim, elas passarão a entender como as pessoas pensam e de que forma podem usar toda esta força do seu consumo e de todas as outras pessoas da rede.

O conhecimento em pílulas é a nova chave para o desenvolvimento. O aprendizado constante, aliado à prática e à troca de experiência, com outros empreendedores que pensam como você, é uma fórmula única e eficaz para gerar resultado que faz a diferença.
A experiência de participar desse momento único vai transformar sua vida.

YouHub foi criada para conectar você a esta nova época desafiadora – e repleta de
oportunidades para quem está comprometido em ser o dono de sua própria vida.

 

 

 

Comprar bitcoins? Leia aqui o que precisa saber para comprar e vender BTC.

Resultado de imagem para bitcoinis comprar4 coisas que você deve saber antes de comprar bitcoins

Entrar no mercado das criptomoedas, assim
como qualquer outro investimento, envolve risco

Resultado de imagem para bitcoinis comprar

O bitcoin é uma moeda que, diferente do dólar e do real, é totalmente virtual. Ou seja, ela não existe fisicamente. Sua emissão não é controlada por uma autoridade monetária, mas sim de forma descentralizada. Já seu valor obedece a regras de mercado: quanto maior a demanda pela moeda, maior a cotação. Oito anos depois do lançamento, um único bitcoin vale hoje mais de US$ 4 mil, cerca de R$ 12,5 mil.

Mas comprar uma criptomoeda não é tão simples assim e, como qualquer investimento, envolve o risco de perdas. Existem algumas informações que são essenciais para quem pensa em comprar bitcoins. Confira quatro informações que, segundo o autor e palestrante Joel Comm em coluna publicada na revista Inc., você precisa saber antes de tomar essa decisão.

Resultado de imagem para bitcoinis comprar

1. Bitcoin é volátil… mas não tanto quanto você pensa

Se você tivesse US$ 100 em bitcoin em 15 de novembro de 2012, dia em que o WordPress começou a aceitar a moeda, teria recebido 1.104 bitcoins. No final de novembro do ano seguinte, já teria acumulado mais de US$ 1,37 milhão com suas moedas virtuais. Mas, cinco meses depois, se ainda estivesse com essas criptomoedas, já teria perdido mais da metade desse valor.

Golpes, notícias, colapsos cambiais, todos esses motivos podem fazer o preço da moeda cair ou disparar. Mas, embora o bitcoin flutue mais do que outras moedas, esse movimento não é mais tão grande quanto parece. De acordo com o Índice de Volatilidade do bitcoin, ao longo de seis meses, a volatilidade do preço do dólar de um bitcoin é de 4,23%. E, em um ano, apenas 3,58%.

2. A negociação do bitcoin não é totalmente gratuita

É comum ouvir que o bitcoin é uma moeda democrática e que não existe a cobrança de taxas durante as transações. Mas comece a comprar, vender e mover suas moedas virtuais que logo elas irão aparecer.

Se você usar uma bolsa para fazer depósitos e retiradas de bitcoins, terá de pagar taxas. Elas podem chegar a 3,5% e você pode gastar mais de US$ 50 para enviar seus dólares de volta para sua conta bancária. Por tudo isso, antes de usar a moeda virtual, vale a pena avaliar quais despesas terá.

3. O bitcoin é rastreável

O bitcoin tem a fama de ser a moeda preferida do mercado negro. Ele não está vinculado a contas bancárias locais e por isso os governos não podem exigir detalhes do proprietário. Mas o blockchain é um livro público e qualquer um pode ver todas as transações feitas em bitcoin. É possível saber exatamente onde está cada criptomoeda e quem é seu dono. Apesar dessa informação ser anônima — o bitcoin está associado a um número, mas não se sabe quem é seu proprietário — basta uma conversão para um câmbio não virtual que tudo fica às claras novamente. O bitcoin pode até parecer algo invisível, mas ele é mais transparente e menos anônimo do que parece.

4. Você pode investir em contratos futuros de bitcoins

Os comerciantes de moedas têm diferentes tipos de ferramentas que lhes permitem fazer grandes investimentos e angariar retornos gigantes. Eles podem comprar contratos futuros e negociar derivativos. É arriscado, mas é assim que eles ganham dinheiro para si e seus clientes. O bitcoin já existe há tanto tempo que permitiu plataformas oferecem serviços alternativos. Sites como o Bitmex e Deribit não são lugares para iniciantes, mas mostram o quanto este mercado cresceu, e é um desafio para os novos investidores de bitcoin.

Resultado de imagem para bitcoinis comprar

 As 10 Exchange  para Bitcoin, podes

Comprar e Vender Bitcoins

Melhor Exchange BitcoinInteressado em Comprar ou Vender Bitcoins? Selecionamos os melhores sites para comprar e vender a criptomoeda mais valiosa. Tente a sua sorte!

Um Bitcoin Exchange não é nada mais que uma plataforma de negociação para a compra e venda de Bitcoins. Na maior parte das bolsas de Bitcoin, primeiro tem que depositar dinheiro na sua conta de negociação, para poder transacionar esta moeda virtual, que está novamente a ganhar momentum.

Depois do depósito de Euros ou Dólares na sua conta de utilizador, pode começar imediatamente a converter os seus € ou $ em Bitcoin (BTC), onde também pode esperar e deixar o preço do Bitcoin subir, para depois vender e ganhar dinheiro. Pode parecer algo confuso, mas assim que estiver dentro do “jogo”, vai ver que é tão fácil!

O Bitcoin valorizou 2.090% só em 2017. Comprar Bitcoins agora!

Ranking Bitcoin Exchanges Para Comprar e Vender Bitcoins

Se está interessado em ganhar dinheiro com Bitcoins e outras moedas virtuais, investir em Bitcoins é a alternativa perfeita para si. Testamos e selecionamos os melhores exchanges, onde pode comprar e vender Bitcoins no seu dia-a-dia para uso pessoal ou para ganhar dinheiro.

  1. iqoption (iqoption.com)
  2. Coinbase (coinbase.com)
  3. Etoro (etoro.com)
  4. Kraken (kraken.com)
  5. Bitstamp (bitstamp.net)
  6. Bitfinex (bitfinex.com)
  7. BTC-e (btc-e.com)
  8. CEX.IO (cex.io)
  9. CampBX (campbx.com)
  10. Cryptsy (cryptsy.com)
Inscreva-se no eToro. Copiar Traders hoje!!
AVISO: Nunca invista dinheiro que necessita imediatamente, porque vai tomar más decisões. Performance passada não é garantia de resultados futuros. O seu capital pode estar em risco.

Agora que já sabe quais são os melhores sites para comprar e vender Bitcoins, está na hora de começar a escolher um ou mais sites para começar a comprar Bitcoins para mais tarde vender e ganhar dinheiro.

Esta é uma das muitas maneiras de ganhar dinheiro com Bitcoins!

Melhore a sua inteligência: Faça este Teste; se resolver os testes mande seu comentário.

Colaboração dos IIr.’. Claudio Mattos, Helio Lima, Ivan Lineu N. Jr., Eduardo de S. Dantas, José Emílio Serafim e Valmir F. Silva, Hans Kleton, Cristiano M. Belancieri, Robert Plummer – Linkedin 
06/02/2016

Como está hoje o empreendedorismo digital? Como estão as Vendas pela internet no Brasil?

Vendas pela Internet devem atingir 69 biliões de reais este ano. Vigor do segmento atrai empreendedores, mas é preciso tomar cuidado com alguns riscos

Um levantamento da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm) revelou que o setor de e-commerce cresceu 12% em 2017, movimentando 59,9 bilhões de reais. Para 2018, a expectativa é ainda melhor: alta de 15% nas vendas do setor, que devem atingir 69 bilhões de reais. “É um desempenho muito relevante, considerando que o varejo, no geral, cresceu apenas 2% no ano passado”, afirma o professor Marcus Salusse, coordenador do Centro de Empreendedorismo e Novos Negócios da Fundação Getulio Vargas (FGV Cenn).

O vigor das vendas pela internet tem atraído um grande número de empreendedores para o segmento. As peculiaridades do mundo digital, no entanto, trazem desafios. Diante do potencial de geração de receita e da complexidade de se formatar um negócio digital de sucesso, é natural surgirem perguntas e, inclusive, alguns mitos. Veja a seguir as questões mais comuns encontradas no processo.

 (nensuria/Getty Images)

1. VALE REALMENTE A PENA APOSTAR NO DIGITAL?

Sim. Para o presidente em exercício do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Vinicius Lages, a internet é o caminho natural de crescimento para a maioria das companhias. “Nós entendemos a importância e apoiamos a entrada de pequenos empreendimentos no mundo digital”, diz Lages. Porém, é preciso saber estruturar o negócio para atender bem os clientes e não acabar manchando a reputação da empresa, algo que pode levar apenas alguns minutos nas redes sociais. “A internet abre portas para qualquer empreendedor. Mas, assim como é possível ganhar mercado rapidamente, uma má experiência de um consumidor gera repercussão instantaneamente”, explica.

 (psisa/Getty Images)

2. É PRECISO TER CONHECIMENTO DE TECNOLOGIA E PROGRAMAÇÃO?

Não necessariamente. Segundo Salusse, existem dois tipos de empreendedorismo online: o empresário nativo, que desenvolve negócios e serviços já voltados para o mundo da internet, como Uber, Amazon, Google e Facebook; e o empreendedor digital, que é oriundo do meio físico e se lança na internet, como pequenos varejistas de nicho, especializados em artigos importados e artesãos que decidem ampliar seu mercado. É importante entender esse ecossistema porque, ao contrário do que muitos imaginam, não é necessário ter conhecimento de tecnologia para vender na internet.

“O que o empresário tem de fazer, primeiro, é definir sua capacidade de entrega”, diz Lages, do Sebrae. A infraestrutura para entrar no meio digital está toda disponível em terceiros, desde a criação de uma loja online até soluções de pagamento eletrônico. A tendência mais recente são os chamados market places, espécie de shoppings virtuais gerenciados por grandes marcas de varejo. O Magazine Luiza e a B2W (dona das marcas Submarino, Shoptime e Americanas) são dois exemplos de grandes companhias que atuam nesse modelo. O empreendedor que adere a algum desses shoppings aproveita a capacidade das grandes marcas de atrair usuários para vender seus produtos para novos clientes.

 (scyther5/Getty Images)

3. CONSTRUIR UM SITE OU UMA LOJA É GARANTIA DE NOVOS CLIENTES?

Não. Em um ponto, o comércio tradicional e o eletrônico são exatamente iguais: os consumidores querem ter uma boa experiência. No mundo físico, isso significa que, ao entrar numa loja, o cliente espera encontrar um ambiente agradável, limpo, bem decorado e receber um bom atendimento. Não é diferente no mundo virtual. O design de uma loja online agrega valor ao negócio. O empresário deve prestar atenção em alguns pontos, como a facilidade de navegar pelo site, a oferta de conteúdo relevante sobre o produto ou serviço à venda, imagens de boa qualidade e a possibilidade de acessar a loja pelo celular.

Agora, o maior desafio é ser encontrado na grande rede. Na internet existem, basicamente, duas maneiras de chamar a atenção do consumidor: por mecanismos de busca, como o Google, ou redes sociais. No primeiro caso, é mais caro e complicado. É preciso ter algum conhecimento de ferramentas de Search Engine Optimization (SEO), que são técnicas para deixar seu site em destaque nas buscas. Já as redes sociais são um bom caminho para conquistar clientela.

 (oatawa/Getty Images)

4. AS REDES SOCIAIS SÃO A MELHOR MANEIRA DE DIVULGAR MEUS PRODUTOS?

Não necessariamente. Segundo Lages, do Sebrae, as redes sociais são a principal porta de entrada de pequenos empreendedores no meio digital. É por meio delas que as marcas podem construir relacionamentos, e não apenas divulgar seus produtos ou serviços. As redes mais populares são Facebook, Instagram, Pinterest e Twitter. O WhatsApp também tem crescido como ferramenta para se comunicar com os consumidores. Saber quem é o usuário da rede que se pretende atingir e definir seu público-alvo são questões fundamentais para uma boa estratégia.

A principal vantagem desse tipo de interação é a possibilidade de transformar o relacionamento em boas referências de vendas. O famoso boca a boca ganha uma dimensão global nas redes sociais. O lado ruim é que uma má avaliação pode destruir a reputação de uma empresa em minutos. Por isso, é recomendável sempre priorizar a transparência na exposição do produto, assim como a polidez e a diplomacia nas respostas a críticas ou reclamações.

 (undefined/Getty Images)

5. É PRECISO MONTAR UMA ESTRUTURA DE LOGÍSTICA?

Sim. Na área da logística, o comércio eletrônico possui uma importante peculiaridade: a loja funciona 24 horas por dia. Ou seja, o sucesso de uma loja online depende de uma excelente logística. A boa notícia é que existem várias opções para entregar os produtos aos clientes: correios, transportadoras, moto boys ou, até mesmo, uma estrutura própria da loja. Cabe ao empreendedor estabelecer sua real capacidade e ser transparente. É melhor prever um tempo maior de entrega e surpreender o cliente com o produto antes do prazo do que prometer rapidez e não cumprir.

 (PeopleImages/Getty Images)

6. POSSO COBRAR APENAS NO ATO DA ENTREGA?

Sim. Apesar de muitos pagamentos serem feitos online, as opções são diversas. Segundo Salusse, da FGV Cenn, a modalidade de pagamentos pelo celular, por exemplo, vem ganhando terreno por dispensar o uso do cartão de crédito. A vantagem é poder receber o pagamento no ato da entrega e ainda oferecer uma comodidade ao cliente. Para alguns tipos de negócios, como restaurantes e outros prestadores de serviços, essa possibilidade é muito importante. Mas, no final das contas, o que vai definir o sucesso de um empreendimento digital é a capacidade de manter o foco. “Na internet, é tudo muito rápido. Se não está dando certo, mude. Se funciona, mantenha”, diz Salusse.

Quer saber mais?

Tem interesse em saber mais sobre algum tema relacionado a empreendedorismo, finanças, inovação ou tecnologia? Mande suas ideias de pauta para o nosso e-mail: dicasnarede@exame.com.br

Blog no WordPress.com.

Acima ↑